texto de release
testando como vai ficar o release dos cultos automaticos

Caro leitor (a) por pior que seja o momento que estejas vivendo com o coração partido e nós na garganta, creia absolutamente nas promessas de Deus pra sua vida, pois as mesmas mantêm acesas nossas esperanças, turbinam a nossa fé e leva-nos além dos horizontes.

Observe as palavras do Ap. Paulo aos Romanos: “28 E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Rm.8) Deus está no controle de absolutamente tudo em sua vida, e como a lições dolorosas possuem efeitos pedagógicos, observe:   “71 Foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus estatutos.” (Sl.119)

As aflições amaciam nossa carne, torna-nos mais flexíveis, leva-nos a examinar a nós mesmos e a vida com novas lentes, lentes essas que o Senhor as coloca em nós para dependermos mais do seu amor e da sua presença.

Aquieta seu coração, pois o salmista também declarou: “10 Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra. 11 O SENHOR dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio. (Selá.)”. (Sl.46)

Esse caos aparente se tornará em um trampolim impulsionando-o para o centro da vontade de Deus, e com certeza novos horizontes aguardam por ti.

Diga a si mesmo: Deus me ama e está no controle absoluto da minha vida!   Medite ainda nessas palavras: “4  Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração. 5  Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará. 6  E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu juízo como o meio-dia”. (Sl.37)

Deus o abençoe

Texto Bíblico: Ec.8.9,10: “9  Goza a vida com a mulher que amas, todos os dias da tua vida vã, os quais Deus te deu debaixo do sol, todos os dias da tua vaidade; porque esta é a tua porção nesta vida, e no teu trabalho, que tu fizeste debaixo do sol. 10  Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.”

Observastes quando alguém lhe pergunta: Como foi seu dia? Involuntariamente, como se fosse ao automático da vida, logo dizes: “Uma correria total!”. E chegamos à conclusão que não temos tempo para mais nada, os dias estão sendo abreviados e muitas vezes nos refugiamos atrás desse grande vilão.

A frase acima “Não tenho tempo” parece ter se tornado nossa principal desculpa para programas cancelados, amigos abandonados, livros não lidos, tarefas inacabadas.  E, na verdade, parece-nos que o tempo encurtou para muitas coisas: para pessoas queridas, para desafios, para retomada de projetos. Por que essa sensação de falta de tempo e como lidarmos com ele?

Precisamos lidar com o tempo linear ou cronológico, mas também com o tempo das repetições (a rotina) e o tempo da oportunidade (Kairós). Todos eles implacáveis. Muitas vezes somos governados por um vigor cego! O filósofo e matemático Blaise Pascal já dizia no século XVIII: “As pessoas estão agitadas porque elas não conseguem ficar consigo mesmas” A contemporaneidade nos fez encher nossa vida de urgências e acabamos deixando de perceber a diferença entre o urgente e o importante. Tendemos a nos sentir sempre em falta com família, com trabalho, com desenvolvimento pessoal, com o lazer, com a atividade física, com amigos, com leituras, com o corpo e com a alma. As redes sociais solicitam respostas, curtidas, adesões, mas a vida também solicita.

Outra frase muito comum que ouvimos sobre o tempo é que rejeitamos o que não é importante para nós, ou que damos tempo para aquilo que nos interessa. Nem sempre. Quantos de nós nos culpamos por descuidarmos de nossa saúde e de pessoas queridas? Como lidar com o tempo? Planejamento de tarefas, organização de vida, observação de horas desperdiçadas contribuem para que essa sensação de débito constante seja minimizada.

Eleger prioridades também é fundamental. Lembre-se: entre o urgente e o importante há uma lacuna. Você saberia distingui-la? Nem tudo que é importante precisa ser atendido imediatamente…

Deus o abençoe

Texto Bíblico: 1Co.13.4.7: “4  O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. 5  Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; 6  Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; 7  Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”.

Cada indivíduo é distinto, não existem pessoas semelhantes em todos os aspectos. Ao assumir o casamento, os jovens precisam entender que seu cônjuge é diferente dele. E precisam aprender a aceitarem-se sem exigências, críticas, ataques, recriminações, armas que só trarão destruição.
Cecil Osborne, em seu livro “A arte de compreender o cônjuge” diz:
– Não posso mudar ninguém por ação direta.
– Só posso mudar a mim mesmo.
– Quando eu mudo, os outros tendem a mudar em relação a mim.

Quando entendemos que “Só podemos mudar a nós mesmos”, uma nova perspectiva surge em nossas vidas e no nosso casamento. Precisamos aceitar essa verdade, devemos satisfazer às necessidades dos outros, ao invés de esperarmos que satisfaçam às nossas. Muitas vezes sua esposa está com acúmulo de afazeres antes da reunião; dando banho em duas ou três crianças, fazendo lanche e ainda tendo de se arrumar, e muitos ficam apenas lembrando-lhe que já está atrasada, isso e aquilo, sendo que sua esposa necessita é de compreensão e ajuda. E essa, se não for ajudada, tornar-se-á amargurada, e cada dia mais fechada para com seu marido.

Só conseguiremos mudanças em alguém, se nós mesmos estivermos dispostos a mudar.

Para meditação: No verso 11 do mesmo capítulo acima Paulo diz: “Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.”
“É necessário deixar para trás as meninices!”

Deus o abençoe

Não atribua a primeira instância fracassos a coisas, situações ou pessoas, pois o mesmo é proveniente de IMATURIDADE

Logo entendemos que ninguém nasce pronto! Ou seja, todos estão sujeitos a fracassar.A questão é que muitos não garimpam, não vão a busca de um lapidamento interno para chegar a um nível de maturidade necessária a tirá-lo do mundo das decepções.

Muitos não aceita ser tratados e aprimorados para alcançar o tão esperado. Comece abandonando as meninices, as manhas e permita-se tirar as vendas invisíveis e, principalmente, espirituais. Isso com uma busca permanente pela vontade de Deus em oração e renúncia própria. Nem tudo que quiserdes alcançarás, pois isso é uma utopia ou abundância de egoísmo. Com certeza o que é bom, necessário e da vontade de Deus acontecerá acrescido a um desenvolvimento interior, profissional e espiritual que compete exclusivamente a você.

Saia do seu mundo e apesar dos labores e frustrações da vida continue lutando a cumprir o propósito.Jesus diante do momento crucial disse: “Pai se possível for, afaste esse cálice; mas todavia, seja feita a tua vontade “Mede-se o tamanho do bico de uma pessoa pelo nível de maturidade” (Ap.Sinonar Silveira) O Ap. PAULO disse aos coríntios para deixarem para trás as coisas de meninos (1Co 13.11) Por fim veja a decepção e frustração como sinalizadores de mudança acreditando eu que seja pra melhor POR traz de tudo isso tem princípios pedagógicos.

A questão é: Desejas aprender? Pense Nisso.

Deus o abençoe

SUPERAR é acreditar acima de….

É um SUPER AR!!!

É empenhar uma força acima do normal exigindo concentração máxima tendo como alvo o GRANDE SONHO.

SUPERAR é ser alguém bem resolvido para resolver situações mal resolvidas.

SUPERAR é reconhecer suas limitações para galgar os degraus das impossibilidades. O que tens feito para superar seu maior inimigo? A saber: você mesmo!

SUPERAR é determinar metas a si mesmo, não coisas inatingíveis, uma utopia! Mas caminhar passo a passo realizando o máximo esperado dentro das suas possibilidades e capacidades. SUPERAR é saber superar a derrota de amanhã, aprendendo com ela na vitória do porvir.

SUPERAR é ouvir a música do futuro dançando-a no presente!!!

SUPERAR é ACREDITAR “indesistivelmente” acima dos montes intransponíveis.

TODAVIA, SUPERAR na força do seu braço o levará ao ápice ou abismo da frustração. Se não permitir com que o Senhor lute suas pelejas e o capacite para tal; jamais superarás.

SUPERAR É SUPERAR JUNTO E NA FORÇA DO SENHOR. JESUS TE AMA E FAZ DE TI MAIS QUE VENCEDOR.

Conselhos de Paulo a seu filho na fé, Timóteo: “Convém também que tenha bom testemunho dos que estão de fora, para que não caia em afronta, e no laço do diabo.” (1Tim.2.7)

Cada cidadão deveria, no estabelecimento particular ou nas repartições públicas, imprimir e colar cartazes com os dizeres acima. Quando você coloca um cartaz num banheiro para orientar os usuários, muitos destes, observam e colocam em prática àquela direção, por exemplo, dar descarga ao usar o vaso.

As palavras abrigam conceitos. Quando esclarecemos as pessoas acerca dos riscos, das surpresas, da falta de ética, estamos transmitindo ao mesmo tempo, informações que serão observadas pelos leitores.

Cada empresário deve colocar num lugar bem visível um cartaz com os seguintes dizeres: Nesta empresa cumprimos com todas as responsabilidades fiscais e sociais. Ou seja, não sonegamos e não fraudamos os cofres públicos.
Há duas maneiras de roubar o governo: Corrompendo-o através de improbidade administrativa e sonegando impostos. Exigimos mudanças nas instituições públicas e sociais, porém, somos corruptos, anti-éticos e fraudadores do sistema.

Toda mudança deve se iniciar através do estabelecimento da ética no seio familiar e institucional. Muitos acreditam que a mudança deve começar de cima para baixo, entretanto, estão enganados. Toda mudança começa de baixo para cima. Os referenciais éticos iniciam-se no lar. Os pais são os principais modelos para os filhos. Tudo que os filhos veem os pais fazendo passam a imitá-los (filhos reproduzem o que seus pais são). Se o pai fala palavrão em casa, o filho também vai fazer o mesmo. Se o filho vê o pai mentindo ao telefone, também na idade adulta vai mentir.
Pais pensem consigo mesmo: “Se os seus filhos o imitassem por aí, logo vocês gostariam do exemplo?”

Ao invés de criticar o governo, as instituições, comece mudando você mesmo, sendo exemplo no lar.
“Não se iluda, nada muda se você não mudar”.

Por fim, procure exercer a cidadania, seja ético, seja transparente, honesto, e dê o melhor exemplo possível ao próximo. Quando as pessoas verem mudanças em você, elas também quererão espelhar na sua conduta e, consequentemente, mudar o seu estilo de vida. Que Deus nos ajude a vislumbrar uma sociedade mais justa e promissora. Comece a sua mudança não aceitando suborno, propina, ou qualquer atitude antiética.

“Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, E os seus ouvidos atentos às suas orações; Mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal.” (1Pe.3.12)

Deus o abençoe

Texto Bíblico: Is.40.31: “Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.”
Certo pensador disse: “Não importa o ninho se o ovo é de águia”
Onde estão as garras aquilinas daqueles que agarram as oportunidades da vida , não desistindo dos sonhos e projetos que construídos à partir das mudanças em tempos de crise, tornam-se caminhos abertos e seguros para os que deles decidem se valer.
Onde estão os visionários que perseguem seus ideais entendendo que a melhor visão não é necessariamente a de quem aumenta seu campo visual , mas a de quem não desvia seus focos.
Onde estão aqueles inovadores , que como o filhote da águia , se sente incomodado pelos espinhos do ninho , e alçam grandes vôos à procura de novos horizontes.
Onde estão os fortes , que como a águia , são capazes de carregar até três vezes o seu próprio peso.
Onde estão os corajosos , que após determinarem seus alvos , não desviam suas rotas sejam quais forem as adversidades e obstáculos que se sobreponham ao seu objetivo.
Onde estão as águias , que criadas como se fossem galinhas , estão por descobrir que a vida não é um quintal bondosamente cercado , por aqueles que te impedem de ver o horizonte , e tentam manter as águias olhando para baixo , satisfeitas com a ração providencialmente mantida pelos que negam os céus às asas de quem sabe voar , mas que pelo medo não voam , pois afinal , dizem os donos do quintal , não há ração nas montanhas.

“5  Porventura fixarás os teus olhos naquilo que não é nada? porque certamente criará asas e voará ao céu como a águia.” (Pv.23)

Sua conquista depende da sua visão! Busque isso em Deus que lhe conceda visão de águia
Deus o abençoe

A questão é: Se as criticas e as decepções podem ser  pedagogas em nossas vidas, de que forma podemos extrair tal aprendizado e superar as marcas deixadas?

Não é nada fácil escutar uma crítica. É importante ouvir e refletir se o que está sendo falado tem fundamento. É importante trabalhar o emocional (mente) para conseguir mudar o comportamento criticado. Só consegue ouvir uma crítica, e tirar proveito, quem tem um bom autoconhecimento e sabe identificar o que realmente está dentro de si e que precisa ser transformado, frente àquilo que é apenas uma opinião do outro.

A pessoa não pode deixar a sua autoestima ser afetada, e tentar mudar o comportamento criticado, pois pode surgir insegurança e incapacidade para lidar com seus conflitos internos. Um Psicólogo, por exemplo, pode ser útil nesse processo de autoconhecimento e superação das críticas recebidas.

Falando em decepção, infelizmente, a mesma faz parte da vida.

Aprender a lidar com a frustração é uma habilidade necessária para conseguirmos lidar com as nossas emoções de modo funcional.

É importante que os filhos aprendam isso na infância. Por exemplo: não lhes dar todos os brinquedos que foram pedidos ou dividir algo com um irmão faz parte de um aprendizado.

Caso o leitor seja adulto, é importante observar quais são os gatilhos que fazem disparar a sua decepção e quais as crenças que a mantém.

Na vida adulta, muitas são às vezes em que as coisas não acontecem de acordo com as nossas expectativas, nem sempre as pessoas agem de acordo com o que esperamos, causando decepção e sofrimento.

Para lidar com esse sentimento, é importante ser flexível e aceitar a realidade dos fatos, aceitar a imperfeição do ser humano que comente erros, deslizes e injustiças.

No processo de lidar com as decepções – grandes ou pequenas, seja a pessoa uma criança ou adulto, o importante é colocar à prova a habilidade de enfrentamento e desenvolver a capacidade de se ajustar à realidade das situações.

Converse com um amigo, parente ou uma pessoa que lhe orientará a luz da Bíblia. Um profissional pode ajudá-lo a processar os sentimentos e a restabelecer o equilíbrio emocional.

Busque também a ajuda do Espírito Santo para superar suas deficiências e dores. Ele é o consolador das nossas almas – 2 Coríntios 1.3,4“3  Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação; 4  Que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus”

Deus o abençoe

Texto Base: Sl.128 (Aquele que teme a Deus será abençoado na sua família): “1 BEM-AVENTURADO aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos. 2 Pois comerás do trabalho das tuas mãos; feliz serás, e te irá bem. 3 A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa; os teus filhos como plantas de oliveira à roda da tua mesa. 4 Eis que assim será abençoado o homem que teme ao SENHOR. 5 O SENHOR te abençoará desde Sião, e tu verás o bem de Jerusalém em todos os dias da tua vida. 6 E verás os filhos de teus filhos, e a paz sobre Israel”Em todas as partes do mundo, milhares de famílias estão em crise. Os conflitos domésticos e os divórcios são cada vez mais frequentes, mesmo entre famílias cristãs. Com isso, o número de famílias arruinadas vem aumentando. Pessoalmente, sinto que há uma necessidade inadiável de voltar ao eterno livro, a Bíblia, para reaprendermos como Deus, o Arquiteto do lar, quer que vivamos em família. Afinal de contas, o Senhor é a autoridade mais qualificada no assunto, porque a família é sua invenção. Nunca podemos esquecer que Ele a constituiu como célula básica da sociedade e da igreja e que ambas se fortalecerão à medida que suas famílias forem fortes.

Há uma batalha espiritual sendo travada pelo controle da família e o inimigo das nossas almas não economiza artimanhas para destruí-la. Atualmente, a perda do selo de “sagrado” que costumava distinguir o casamento e a relutância em adotar os padrões tradicionais para ele; o crescente desejo de aceitar o divórcio como algo natural, aliados ao aumento do interesse por perversões sexuais e ao desrespeito dos filhos para com os pais e autoridades têm contribuído efetivamente para a queda da instituição familiar.

O humanismo – que destrona a Deus para entronizar a pessoa; o materialismo – que estipula como alvo de vida a abundância de bens materiais; o relativismo – que nega a existência de absolutos; o hedonismo – que prioriza o prazer; o individualismo – que coloca o foco no indivíduo e seus direitos, são ideias falsas, porém, poderosas, que exercem um imenso domínio sobre a sociedade contemporânea, atacando também a família e fragilizando-a ainda mais.

A Palavra é o manual que Deus preparou para seus filhos consultarem. Através do estudo, da meditação e da aplicação dos princípios bíblicos nela encontrados, as famílias conseguem estabelecer diretrizes que podem auxiliá-las a se tornarem mais sólidas e equilibradas. A Bíblia ensina sobre o compromisso que deve existir entre o casal (Pv 2.16-19); o papel do marido no casamento (Ef 5.23,25); o papel da esposa (Pv 31.11-12, 30; 14.1); o tipo de comunicação que ambos devem manter (Pv 15.1,23; 25.11); como solucionar conflitos (Cl 3.13) – UMA DICA: três frases que podem ajudar a resolver muitos mal-entendidos: “Eu estou errado(a)”; ”Por favor, me perdoe”; “Eu amo você!”; relacionamento sexual (Pv 5.15-19); dinheiro (Pv 22.7; 23.4-5); criação de filhos (Pv 22.15; 29.17; Ef 6.4) e relacionamento dos filhos para com os pais (Ef 6.1-3).

Mas como colocar tudo isto em prática? Será impossível aplicar os conceitos espirituais sem uma capacitação de Deus. Indubitavelmente, isso nos arremete ao Espírito Santo que nos equipa para viver uma vida totalmente sobrenatural. Em Romanos 8.9, Paulo afirma: “Vocês, porém, não vivem como manda a natureza humana, mas como o Espírito de Deus quer, se é que o Espírito de Deus vive realmente em vocês. Quem não tem o Espírito de Cristo não pertence a ele”. No versículo anterior, o apóstolo diz: “As pessoas que vivem de acordo com a sua natureza humana não podem agradar a Deus”. É inútil e frustrante tentar viver uma vida plena, inclusive, na esfera familiar, na força da carne. Porém Deus, que nunca nos abandona, preparou a sua Palavra para ser o farol que ilumina nosso espírito e nossas emoções para sermos pais, mães, filhos, enfim, a família que Ele espera que sejamos.

Reflita: “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.” (1 Tim.5.8)

Deus abençoe sua família

Redes Sociais: