Um rapaz entrou numa Loja e viu um senhor no balcão.
Maravilhado com a beleza do lugar, perguntou:

– Senhor, o que se vende aqui?
– Os dons de Deus. Respondeu-lhe o senhor.
– Quanto custam? – voltou a perguntar.
– Não custam nada. Aqui tudo é de graça!
O rapaz contemplou a Loja e viu que haviam jarros de amor, vidros de fé, pacotes de esperança, caixinhas da salvação, muita sabedoria, fardos de perdão, pacotes grandes de paz e muitos outros dons.

O rapaz, maravilhado com tudo aquilo, pediu:
– Por favor, quero o maior jarro de amor, todos os fardos de perdão e um vidro grande de fé, para mim, meus amigos e família.
Então o senhor preparou tudo e entregou-lhe um pequeno embrulho que cabia na palma da sua mão.
INCRÉDULO, o rapaz disse:
– Mas como pode estar aqui tudo o que pedi?
Sorrindo, o gentil senhor lhe respondeu:
– Meu respeitável Irmão, na Loja de Deus não vendemos frutos! Só Sementes! Plante-as !

REFLITA: Gálatas 6 – “2. Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo. 7. Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará. 9. E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. 10. Então, enquanto temos oportunidade, façamos bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé.”

Deus abençoe

Muitas avaliações são feitas no final do ano. Avaliamos os resultados positivos, os negativos; o que conquistamos, o que deixamos de conquistar. Por fim, lemos e relemos a nossa vida, ressignificamos aquilo que não deu certo e concluímos a nossa reflexão com novas promessas, promessas essas, que nos primeiros dias do ano são abandonadas. Por que isso acontece?

A primeira coisa que ocorre é que é muito difícil a pessoa esquecer-se daquilo que ela perdeu. Não consegue sair do lugar, fica rodando em círculos. Ficar preso ao passado é um grande impedimento para qualquer tipo de vitória.

Jó perdeu tudo, deitou rico e acordou pobre no outro dia, mas depois de sua aflição ele pôde dizer: “Eu conhecia Deus só de ouvir falar, mas agora os meus olhos o veem” (Jó 42:5). O apóstolo Paulo nos aconselha a “desistir das coisas que para trás ficam…” (Filipenses 3:13,14)A segunda coisa que impede a pessoa de crescer na vida é o medo. O medo se torna um corpo, ou seja, se materializa. É como um demônio que aterroriza a vida de alguém até se apropriar totalmente de suas faculdades mentais.Confronta o seu medo com a coragem. A coragem também se materializa. A fé é a maior riqueza que o homem pode ter. A fé está condicionada à Palavra de Deus. Sua origem está em ouvir a pregação da Palavra de Deus (Romanos 10:17).

Em terceiro lugar, projete uma vida diferente para esse novo ano que apenas está iniciando. Toma a atitude de mudar aquilo que não produziu resultados positivos. “Não se iluda, nada muda se você não mudar”.

Não aceite humilhação, não se acomode, não aceite o pecado na sua vida, isso pode trazer bons resultados ao longo do ano que se inicia.

Não use as desculpas, use a fé. O que muda o rumo da sua vida é a fé. Certa feita uma pergunta foi feita para alguém: Por que você não perde um pouco do seu peso? Ele me disse: O meu metabolismo é muito lento. As pessoas sempre têm uma boa desculpa para todas as situações.

Abraão poderia ter dado uma boa desculpa para Deus, pois ele já era velho, mesmo assim, Deus lhe pediu seu único filho, ele não contestou, foi obediente até o final da sua vida.

Moisés, além de velho, tinha dificuldades com as palavras, mesmo assim, ele se tornou o libertador do povo hebreu do Egito. Além disso, se tornou o maior legislador da antiga aliança.Pedro poderia ter dito a Jesus: Não vou apascentar suas ovelhas, porque sou intempestivo, todavia, em apenas um sermão, ganhou quase três mil almas para Cristo. Mesmo se sentindo fragilizado em sua fé, atendeu ao chamado do Mestre.Não desanime, “maior é aquele que está em nós, do que aquele que está no mundo (I João 4:4).

O QUASE LÁ não é estar lá! Há muito o que melhorar. Ha muito a percorrer. Não sinta o desprazer de gastar todas suas forças, nadar, nadar e não chegar. Não estribes em seu próprio conhecimento mas deixe Deus mover sua vida dentro da Sua vontade. Dessa forma lutarás com as armas corretas espiritualmente falando e chegarás ao destino certo você com sua família e verás que o impossível não existe.Enfatizo: O Ano É NOVO, mas se a mentalidade não for renovada expressa por novas atitudes logo tal ano ficará velho e sua vida não passará de ciclos repetitivos onde dirás: Estive quase lá! Não aceite mais isso pra sua vida em nome de Jesus Deus acredita em você! Não desista e ande em passos de FÉ.

Texto Base: Sl.18.6: “Na angústia invoquei ao SENHOR, e clamei ao meu Deus; desde o seu templo ouviu a minha voz, aos seus ouvidos chegou o meu clamor perante a sua face.”

“Há alguns anos, em um dia quente de verão, um pequeno menino decidiu ir nadar no lago que havia atrás de sua casa… Na pressa de mergulhar na água fresca, foi correndo e deixando para trás os sapatos, as meias e a camisa. ‘Voou’ para a água, não percebendo que enquanto nadava para o meio do lago, um jacaré estava deixando a margem e entrando na água. Sua mãe, em casa, olhava pela janela enquanto os dois estavam cada vez mais perto um do outro. Com medo absoluto, correu para o lago, gritando para seu filho o mais alto quanto conseguia.

Ouvindo sua voz, o pequeno se alarmou, deu um giro e começou a nadar de volta ao encontro de sua mãe. Mas era tarde. Assim que a alcançou, o jacaré também o alcançou. A mãe agarrou seu menino pelos braços enquanto o jacaré agarrou seus pés.

Começou um cabo-de-guerra incrível entre os dois. O jacaré era muito mais forte do que a mãe, mas a mãe era por demais apaixonada para deixá-lo ir. Um fazendeiro que passava por perto, ouviu os gritos, pegou uma arma e disparou no jacaré. De forma impressionante, após semanas e semanas no hospital, o pequeno menino sobreviveu. Seus pés extremamente machucados pelo ataque do animal, e, em seus braços, os riscos profundos onde as unhas de sua mãe estiveram cravadas no esforço sobre o filho que ela amava. Um repórter do jornal que entrevistou o menino após o trauma, perguntou-lhe se podia mostrar suas cicatrizes.

O menino levantou seus pés. E então, com óbvio orgulho,disse ao repórter: “Mas olhe em meus braços. Eu tenho grandes cicatrizes em meus braços também. Eu as tenho porque minha mãe não deixou eu ir”. Reflexão:Podemos nos identificar com aquele menino. Trazemos muitas cicatrizes. Cicatrizes de “jacarés da vida”, que muitas vezes procuram nos devorar.

Podemos trazer em nossas recordações cicatrizes de abandono, traição, injustiças e muitas outras.Podemos passar a vida olhando para elas e relembrar o quão doloroso foi sofrer aquele“ataque”. Talvez, continuamente, mostramos aos outros as “marcas” de um passado difícil. Mas algumas marcas que trazemos, é resultado de Deus não ter permitido você ter sido arrebatado das suas mãos. Estas cicatrizes ocorreram quando o Senhor não permitiu que fosse partisse. Ele estava lhe segurando. Então quem pode nos separar do amor de Cristo? Serão os sofrimentos, as dificuldades, a perseguição, a fome, a pobreza, o perigo ou a morte? (Rm. 8.35.)

Talvez você esteja passando por momentos difíceis. Se o mundo procura devorar você,não se esqueça que Deus está segurando, com firmeza, a tua mão. Ele não quer perder você. Ainda que seja preciso deixar cicatrizes.

Não foram raras as vezes que passei por lutas e dificuldades. Em todas elas, parecia ter sido abandonado por Deus, mas não. Deus estava bem presente nos tempos de angústia e nos vales da sombra da morte. Olhando para trás, vejo que a mão poderosa e ao mesmo tempo amorosa do Pai Celestial me sustentou e me preservou.

Olho para as cicatrizes causadas pela situação e o que constato que Ele estava promovendo crescimento e maturidade em minha vida. Olho para trás, vejo as marcas, não com dor ou revolta, mas com grande gozo por que sei que elas foram causadas pelas mãos do meu Senhor que me sustentou e me amparou. Pois eu tenho a certeza de que nada pode nos separar do amor de Deus: nem a morte,nem a vida; nem os anjos, nem outras autoridades ou poderes celestiais; nem o presente, nem o futuro; nem o mundo lá de cima, nem o mundo lá de baixo.

Em todo o Universo não há nada que possa nos separar do amor de Deus, que é nosso por meio de Cristo Jesus, o nosso Senhor. (Rm. 8.38-39.)Ele não vai te abandonar. Creia nisto.

O preço pago pela sua vida foi muito alto. A sua vida custou à vida do único Filho de Deus.

Reflita: SENHOR, leva-me aonde o SENHOR quiser, mas vem comigo… Dá-me qualquer carga, mas sustenta-me… Desfaça todo e qualquer tipo de laço em minha vida, exceto aquele que me une a TI.

Deus o abençoe

texto de release
testando como vai ficar o release dos cultos automaticos

Caro leitor (a) por pior que seja o momento que estejas vivendo com o coração partido e nós na garganta, creia absolutamente nas promessas de Deus pra sua vida, pois as mesmas mantêm acesas nossas esperanças, turbinam a nossa fé e leva-nos além dos horizontes.

Observe as palavras do Ap. Paulo aos Romanos: “28 E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Rm.8) Deus está no controle de absolutamente tudo em sua vida, e como a lições dolorosas possuem efeitos pedagógicos, observe:   “71 Foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus estatutos.” (Sl.119)

As aflições amaciam nossa carne, torna-nos mais flexíveis, leva-nos a examinar a nós mesmos e a vida com novas lentes, lentes essas que o Senhor as coloca em nós para dependermos mais do seu amor e da sua presença.

Aquieta seu coração, pois o salmista também declarou: “10 Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra. 11 O SENHOR dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio. (Selá.)”. (Sl.46)

Esse caos aparente se tornará em um trampolim impulsionando-o para o centro da vontade de Deus, e com certeza novos horizontes aguardam por ti.

Diga a si mesmo: Deus me ama e está no controle absoluto da minha vida!   Medite ainda nessas palavras: “4  Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração. 5  Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará. 6  E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu juízo como o meio-dia”. (Sl.37)

Deus o abençoe

Texto Bíblico: Ec.8.9,10: “9  Goza a vida com a mulher que amas, todos os dias da tua vida vã, os quais Deus te deu debaixo do sol, todos os dias da tua vaidade; porque esta é a tua porção nesta vida, e no teu trabalho, que tu fizeste debaixo do sol. 10  Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.”

Observastes quando alguém lhe pergunta: Como foi seu dia? Involuntariamente, como se fosse ao automático da vida, logo dizes: “Uma correria total!”. E chegamos à conclusão que não temos tempo para mais nada, os dias estão sendo abreviados e muitas vezes nos refugiamos atrás desse grande vilão.

A frase acima “Não tenho tempo” parece ter se tornado nossa principal desculpa para programas cancelados, amigos abandonados, livros não lidos, tarefas inacabadas.  E, na verdade, parece-nos que o tempo encurtou para muitas coisas: para pessoas queridas, para desafios, para retomada de projetos. Por que essa sensação de falta de tempo e como lidarmos com ele?

Precisamos lidar com o tempo linear ou cronológico, mas também com o tempo das repetições (a rotina) e o tempo da oportunidade (Kairós). Todos eles implacáveis. Muitas vezes somos governados por um vigor cego! O filósofo e matemático Blaise Pascal já dizia no século XVIII: “As pessoas estão agitadas porque elas não conseguem ficar consigo mesmas” A contemporaneidade nos fez encher nossa vida de urgências e acabamos deixando de perceber a diferença entre o urgente e o importante. Tendemos a nos sentir sempre em falta com família, com trabalho, com desenvolvimento pessoal, com o lazer, com a atividade física, com amigos, com leituras, com o corpo e com a alma. As redes sociais solicitam respostas, curtidas, adesões, mas a vida também solicita.

Outra frase muito comum que ouvimos sobre o tempo é que rejeitamos o que não é importante para nós, ou que damos tempo para aquilo que nos interessa. Nem sempre. Quantos de nós nos culpamos por descuidarmos de nossa saúde e de pessoas queridas? Como lidar com o tempo? Planejamento de tarefas, organização de vida, observação de horas desperdiçadas contribuem para que essa sensação de débito constante seja minimizada.

Eleger prioridades também é fundamental. Lembre-se: entre o urgente e o importante há uma lacuna. Você saberia distingui-la? Nem tudo que é importante precisa ser atendido imediatamente…

Deus o abençoe

Texto Bíblico: 1Co.13.4.7: “4  O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. 5  Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; 6  Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; 7  Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”.

Cada indivíduo é distinto, não existem pessoas semelhantes em todos os aspectos. Ao assumir o casamento, os jovens precisam entender que seu cônjuge é diferente dele. E precisam aprender a aceitarem-se sem exigências, críticas, ataques, recriminações, armas que só trarão destruição.
Cecil Osborne, em seu livro “A arte de compreender o cônjuge” diz:
– Não posso mudar ninguém por ação direta.
– Só posso mudar a mim mesmo.
– Quando eu mudo, os outros tendem a mudar em relação a mim.

Quando entendemos que “Só podemos mudar a nós mesmos”, uma nova perspectiva surge em nossas vidas e no nosso casamento. Precisamos aceitar essa verdade, devemos satisfazer às necessidades dos outros, ao invés de esperarmos que satisfaçam às nossas. Muitas vezes sua esposa está com acúmulo de afazeres antes da reunião; dando banho em duas ou três crianças, fazendo lanche e ainda tendo de se arrumar, e muitos ficam apenas lembrando-lhe que já está atrasada, isso e aquilo, sendo que sua esposa necessita é de compreensão e ajuda. E essa, se não for ajudada, tornar-se-á amargurada, e cada dia mais fechada para com seu marido.

Só conseguiremos mudanças em alguém, se nós mesmos estivermos dispostos a mudar.

Para meditação: No verso 11 do mesmo capítulo acima Paulo diz: “Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.”
“É necessário deixar para trás as meninices!”

Deus o abençoe

Não atribua a primeira instância fracassos a coisas, situações ou pessoas, pois o mesmo é proveniente de IMATURIDADE

Logo entendemos que ninguém nasce pronto! Ou seja, todos estão sujeitos a fracassar.A questão é que muitos não garimpam, não vão a busca de um lapidamento interno para chegar a um nível de maturidade necessária a tirá-lo do mundo das decepções.

Muitos não aceita ser tratados e aprimorados para alcançar o tão esperado. Comece abandonando as meninices, as manhas e permita-se tirar as vendas invisíveis e, principalmente, espirituais. Isso com uma busca permanente pela vontade de Deus em oração e renúncia própria. Nem tudo que quiserdes alcançarás, pois isso é uma utopia ou abundância de egoísmo. Com certeza o que é bom, necessário e da vontade de Deus acontecerá acrescido a um desenvolvimento interior, profissional e espiritual que compete exclusivamente a você.

Saia do seu mundo e apesar dos labores e frustrações da vida continue lutando a cumprir o propósito.Jesus diante do momento crucial disse: “Pai se possível for, afaste esse cálice; mas todavia, seja feita a tua vontade “Mede-se o tamanho do bico de uma pessoa pelo nível de maturidade” (Ap.Sinonar Silveira) O Ap. PAULO disse aos coríntios para deixarem para trás as coisas de meninos (1Co 13.11) Por fim veja a decepção e frustração como sinalizadores de mudança acreditando eu que seja pra melhor POR traz de tudo isso tem princípios pedagógicos.

A questão é: Desejas aprender? Pense Nisso.

Deus o abençoe

SUPERAR é acreditar acima de….

É um SUPER AR!!!

É empenhar uma força acima do normal exigindo concentração máxima tendo como alvo o GRANDE SONHO.

SUPERAR é ser alguém bem resolvido para resolver situações mal resolvidas.

SUPERAR é reconhecer suas limitações para galgar os degraus das impossibilidades. O que tens feito para superar seu maior inimigo? A saber: você mesmo!

SUPERAR é determinar metas a si mesmo, não coisas inatingíveis, uma utopia! Mas caminhar passo a passo realizando o máximo esperado dentro das suas possibilidades e capacidades. SUPERAR é saber superar a derrota de amanhã, aprendendo com ela na vitória do porvir.

SUPERAR é ouvir a música do futuro dançando-a no presente!!!

SUPERAR é ACREDITAR “indesistivelmente” acima dos montes intransponíveis.

TODAVIA, SUPERAR na força do seu braço o levará ao ápice ou abismo da frustração. Se não permitir com que o Senhor lute suas pelejas e o capacite para tal; jamais superarás.

SUPERAR É SUPERAR JUNTO E NA FORÇA DO SENHOR. JESUS TE AMA E FAZ DE TI MAIS QUE VENCEDOR.

Conselhos de Paulo a seu filho na fé, Timóteo: “Convém também que tenha bom testemunho dos que estão de fora, para que não caia em afronta, e no laço do diabo.” (1Tim.2.7)

Cada cidadão deveria, no estabelecimento particular ou nas repartições públicas, imprimir e colar cartazes com os dizeres acima. Quando você coloca um cartaz num banheiro para orientar os usuários, muitos destes, observam e colocam em prática àquela direção, por exemplo, dar descarga ao usar o vaso.

As palavras abrigam conceitos. Quando esclarecemos as pessoas acerca dos riscos, das surpresas, da falta de ética, estamos transmitindo ao mesmo tempo, informações que serão observadas pelos leitores.

Cada empresário deve colocar num lugar bem visível um cartaz com os seguintes dizeres: Nesta empresa cumprimos com todas as responsabilidades fiscais e sociais. Ou seja, não sonegamos e não fraudamos os cofres públicos.
Há duas maneiras de roubar o governo: Corrompendo-o através de improbidade administrativa e sonegando impostos. Exigimos mudanças nas instituições públicas e sociais, porém, somos corruptos, anti-éticos e fraudadores do sistema.

Toda mudança deve se iniciar através do estabelecimento da ética no seio familiar e institucional. Muitos acreditam que a mudança deve começar de cima para baixo, entretanto, estão enganados. Toda mudança começa de baixo para cima. Os referenciais éticos iniciam-se no lar. Os pais são os principais modelos para os filhos. Tudo que os filhos veem os pais fazendo passam a imitá-los (filhos reproduzem o que seus pais são). Se o pai fala palavrão em casa, o filho também vai fazer o mesmo. Se o filho vê o pai mentindo ao telefone, também na idade adulta vai mentir.
Pais pensem consigo mesmo: “Se os seus filhos o imitassem por aí, logo vocês gostariam do exemplo?”

Ao invés de criticar o governo, as instituições, comece mudando você mesmo, sendo exemplo no lar.
“Não se iluda, nada muda se você não mudar”.

Por fim, procure exercer a cidadania, seja ético, seja transparente, honesto, e dê o melhor exemplo possível ao próximo. Quando as pessoas verem mudanças em você, elas também quererão espelhar na sua conduta e, consequentemente, mudar o seu estilo de vida. Que Deus nos ajude a vislumbrar uma sociedade mais justa e promissora. Comece a sua mudança não aceitando suborno, propina, ou qualquer atitude antiética.

“Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, E os seus ouvidos atentos às suas orações; Mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal.” (1Pe.3.12)

Deus o abençoe

Redes Sociais: